Documentos que devem ser legalizados

///Documentos que devem ser legalizados

Documentos que devem ser legalizados

Por | 2018-08-20T09:32:17+00:00 agosto 20, 2018|Apoyo Socioemocional|Sin comentarios
Os documentos emitidos no exterior que são fornecidos no UVic-UCC (incluindo traduções) devem ser oficiais e emitidos pelas autoridades competentes, de acordo com o sistema legal do país correspondente e legalizado, se for o caso. Você deve apresentar uma cópia autenticada do documento original acompanhada da correspondente tradução juramentada *

 

Títulos Acadêmicos
Certificados acadêmicos (devem incluir todos os cursos realizados e aprovados, o número de horas / créditos e as qualificações correspondentes e especificar o sistema de notas aplicado)
 

Quando forem emitidos em um dos países membros da União Européia e signatários do acordo do espaço EHEA, nenhum tipo de legalização será necessário.
Consulte a lista de países membros da União Europeia e signatários do acordo sobre o espaço EHEA
Países que assinaram a Convenção de Haia. Neste caso, será suficiente apenas com a legalização ou apostilha, e a assinatura, que deve ser feita pelas autoridades do país onde o documento foi emitido.
A apostila deve ser incluída no documento antes de fazer qualquer cópia autenticada.
Consulte os países signatários do Acordo.
Passos a seguir para obter o postilla:
Diligência de reconhecimento ou legalização de assinaturas ao órgão competente na matéria, na maioria dos países é o Ministério da Educação.
Apostille, após a diligência, e no mesmo documento, a autoridade competente emitirá a apostila.
Países que assinaram o Acordo Andrés Bello. Quando o país também é signatário da Convenção de Haia, os passos anteriores podem ser seguidos. Caso contrário, os documentos devem ser legalizados via diplomática:
A legalização deve ser incluída no documento antes de fazer qualquer cópia autenticada.
Veja os signatários do Acordo Andrés Bello
Autoridades envolvidas no processo:
Ministério da Educação ou autoridade competente do país de origem, no caso de títulos e certificados de estudos e do respectivo ministério de nascimento e nacionalidade.
No Ministério das Relações Exteriores do país, onde os documentos foram emitidos.
Na representação consular ou diplomática da Espanha neste país.
Passos a seguir para conseguir a legalização:
Diligência de reconhecimento de assinatura. É emitido pela autoridade competente (normalmente o Ministério da Educação) do país onde o documento foi emitido. (mais info. jdimmigration.com.br )
Legalização ao Ministério das Relações Exteriores. Depois de obter a diligência e no mesmo documento, o Ministério das Relações Exteriores ou autoridades competentes emitirão o procedimento de legalização.
Legalização no Consulado / Embaixada da Espanha no País de documentos acadêmicos. O último passo é ir ao Consulado ou Embaixada de Espanha no país de obter o título para que ele reconheça a assinatura na legalização do Ministério das Relações Exteriores.
Quando o país não é signatário de nenhum desses acordos, os documentos devem ser legalizados pelos canais diplomáticos:
A legalização deve ser incluída no documento antes de fazer qualquer cópia autenticada
Autoridades envolvidas no processo:
No Ministério da Educação do país de origem para graus e certificados de estudos, e o ministério correspondente para certidões de nascimento e nacionalidade.
Ministério dos Negócios Estrangeiros do país onde estes documentos foram emitidos.
Representação diplomática ou consular da Espanha neste país.
Secção de legalização do MAE (C / Serrano Galvache, 26 Madrid).
Passos a seguir para conseguir a legalização:
Diligência de reconhecimento de assinatura. É emitido pela autoridade competente (normalmente o Ministério da Educação) do país onde o documento foi emitido
Legalização no Ministério das Relações Exteriores. Depois de obter a diligência e no mesmo documento, o Ministério das Relações Exteriores ou autoridades competentes emitirão o procedimento de legalização.
Legalização do Consulado / Embaixada da Espanha para o País de emissão dos documentos acadêmicos. O último passo é ir ao Consulado ou Embaixada da Espanha no País para obter o título, para que ele reconheça a assinatura na legalização do Ministério das Relações Exteriores.
SOMENTE SE APLICÁVEL: Legalização ao Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação da Espanha (em Madri). Em certos casos, é considerado aconselhável para o MAE da Espanha reconhecer a assinatura da autoridade ou funcionário do consulado espanhol que legalizou o documento (aquele no passo 3).
* Tradução de documentos emitidos no exterior

  • : España

Acerca del autor:

Deja tu comentario

Contactos

Si quieres ponerte en contacto con el equipo de Adipiscor envíanos un email a servicio.al.cliente@adipiscor.com También puedes ingresar a la página de Contactos y rellenar el formulario.